Material de Edgar Cayce para uma nova odisseia

Mais uma história sobre a vida oriental de Jesus acha-se nos Readings de Edgar Cayce (1877-1945).

Cayce disse que Jesus foi criado por uma sociedade secreta, os essênios do monte Carmelo, acrescentando que o mestre mais importante desse período foi uma mulher, Judite, mestra essência que sabia tudo sobre o pensamento oriental. Outras mulheres (Josie, Suzana e Sarapha) também ajudaram o menino em seu desenvolvimento espiritual, constantemente vigiado pela Grande Fraternidade Branca. Quando Jesus tinha dezesseis anos, escreveu Cayce, Judite o mandou para a Índia, para um período de três anos, para ser iniciado nas purificações do corpo, “necessárias para preparar a pessoa para receber a força física e mental”. Jesus voltou via Pérsia, recebendo sua última iniciação na velha cidade egípcia de Heliópolis, antes de começar com a execução de sua missão na fé judaica. A versão do martírio e ressurreição de Jesus, contada por Cayce, é mais ou menos a mesma dos Evangelhos, mas ele acrescenta muitos detalhes interessantes. A única diferença real entre Cayce e os demais autores é quanto à duração da viagem: para Cayce, Jesus ficou apenas três anos no Oriente, e não dezesseis ou dezoito anos como pensam os demais.